"Estive num clube que nunca compreendeu a importância dos apanha-bolas"

"Estive num clube que nunca compreendeu a importância dos apanha-bolas"

José Mourinho comentou a importância que os apanha-bolas podem ter num jogo.

Aos 14 anos, Oakley Cannoier tornou-se um herói em Anfiel Road quando repôs a bola que permitiu ao Liverpool marcar o quarto golo e eliminar o o Barcelona das meias-finais da Liga dos Campeões.

Este detalhe não passou ao lado a José Mourinho, que fez questão de o frisar quando fez uma análise ao jogo: "Há um detalhe que passou despercebido a grande parte das pessoas: foi o apanha-bolas. Podem ser essenciais na tua estratégia e eles têm de estar cientes disso. São detalhes que acabam por fazer a diferença, como se viu. Ainda assim, estive num clube que nunca compreendeu a importância dos apanha-bolas", disse à RT, cadeia de televisão russa onde faz comentários.

O treinador português lembrou ainda o tempo que passou como apanha-bolas no Vitória de Setúbal: "Eu fui um apanha-bolas, daqueles de topo [risos]. Até sabia onde cada jogador queria a bola para bater o canto. Ia colocar e eles nem precisavam de ajeitar", finalizou.