"Mourinho? A única pessoa que tenho a culpar sou eu mesmo"

"Mourinho? A única pessoa que tenho a culpar sou eu mesmo"

Dele Alli, médio do Tottenham culpou-se publicamente por não ter atingido o nível que dele se esperava e ilibou José Mourinho de qualquer responsabilidade.

Dele Alli vai em busca de uma nova oportunidade com Nuno Espírito Santo, com o médio do Tottenham à procura o futebol que já praticou e encantou o mundo. O natural de Milton-Keynes teve essa oportunidade com a chegada de José Mourinho, que tinha muita vontade de explorar e potenciar todo o talento de Alli, pedindo-lhe mais aplicação no trabalho numa frase que se tornou viral: "Deverias exigir mais de ti mesmo e não ser eu exigir de ti. Nada disso. Tu tens de pedir mais a ti mesmo".

Se se entregou mais ao trabalho ou não, não se sabe, o certo é que o médio acabou por nunca ter a influência que Mourinho esperava e poucas vezes foi chamado a jogo.

Na altura, a Imprensa inglesa culpou José Mourinho pela forma como tratou o jogador e a sua suposta pouca capacidade de alcançar maiores níveis de rendimento. Todavia, esta terça-feira, o próprio atleta negou que tenha sido por causa do técnico português e deu-se, publicamente, como único responsável.

"A única pessoa que tenho a culpar sou eu mesmo. Deveria ter rendido a um nível suficiente que fosse difícil ao treinador deixar-me fora das opções. Não posso culpar ninguém a não ser eu mesmo. Trabalhar com José Mourinho foi uma grande experiência e aprendi muito com ele", sublinhou o jogador inglês.

Sem férias

Agora, através das redes sociais, Dele Alli tem mostrado muito dedicação e parece ter cancelado as férias, trabalhando duro para chegar na melhor forma possível à pré temporada do Tottenham. Terá mesmo contratado uma equipa de treino pessoal, que controla a dieta, os treinos e até a atividade fora de campo.

"O tempo voa e, creio, um dia vamos arrepender-te-ás de não teres alcançado o que podias ter alcançado", disse-lhe também, na altura, o treinador de Setúbal. Dele Alli parece determinado a alcançá-lo, mesmo que já não seja sob as ordens de Mourinho.