A reação de Mourinho à goleada sofrida pela Roma: "Ninguém vai perguntar porque jogam sempre os mesmos"

José Mourinho

 foto AFP

Declarações de José Mourinho depois do Bodo Glimt-Roma (6-1) na terceira jornada da Conference League

A derrota: "A culpa é minha. Decidi jogar com esta equipa. Fi-lo com uma boa e dupla intenção: dei a oportunidade de jogar a atletas que trabalham muito e que não jogam muito e, por outro lado, dei a outros que estão praticamente o tempo todo no banco. Num campo sintético, com estas condições climáticas, decidi deixar muitos descansar. Perdemos contra uma equipa que tem mais qualidade do que a nossa que iniciou o jogo".

O onze: "Se eu pudesse jogar sempre com os mesmos jogadores, fá-lo-ia. Penso que é um grande risco fazê-lo porque existe uma grande diferença significativa na qualidade entre um grupo de jogadores e outro. É um grande risco. Hoje decidi fazer estas mudanças, apesar de conhecer os limites de alguns dos nossos jogadores. No entanto, esperava uma resposta melhor".

O peso da derrota: "Não tenho dúvidas de que deixará algumas feridas. Contudo, falei com os jogadores no balneário e fui honesto com eles. Somos uma bela família, muito forte do ponto de vista da empatia e da amizade. Contudo, a equipa de 12-13 jogadores é uma coisa, os outros são outra e a única coisa positiva hoje é que nenhum de vós vai perguntar -me porque é que jogam sempre os mesmos jogadores. "

Nunca sofrera seis golos na carreira: "Não é tanto para mim, é mais para os rapazes".

O que dirá aos responsáveis da Roma: "Uma explicação normal, algo como o que eu já disse em privado, mesmo antes de 6-1. Não é este resultado que me faz dizer algo que ainda não tenha dito internamente. E que nunca quis dizer publicamente"