UEFA avisa Itália: final do Euro'2020 será em Londres

UEFA avisa Itália: final do Euro'2020 será em Londres

O primeiro-ministro italiano, Mario Draghi, revelou que se opõe à realização da final do Euro'2020 no estádio de Wembley, em Londres, devido ao aumento significativo dos casos de covid-19 em Inglaterra

O primeiro-ministro italiano, Mario Draghi, revelou que se opõe à realização da final do Euro'2020 no estádio de Wembley, em Londres, devido ao aumento significativo dos casos de covid-19 provocados pela variante Delta em Inglaterra.

Numa conferência de imprensa conjunta com a chanceler Angela Merkel, em Berlim, Draghi assinalou que quer "trabalhar para que a final do campeonato europeu não aconteça num país onde os contágios estão a crescer rapidamente".

O Reino Unido tem enfrentado um aumento nos casos de covid-19 nas últimas semanas, devido à disseminação da variante Delta, identificada na Índia.

Para lidar com a subida de casos, o governo de Boris Johnson, apesar da ampla cobertura da vacina, adiou por quatro semanas, até 19 de julho, o levantamento das últimas restrições em Inglaterra.

Ora, é neste cenário de pressão política e situação pandémica que surge a posição da UEFA, uma clara resposta negativa às intenções italianas.

A UEFA fez saber que não tem qualquer intenção de transferir as meias-finais e a final previstas para Wembley (6, 7 e 11 de Julho), em resposta ao apelo do primeiro-ministro italiano Mario Draghi na segunda-feira para que os jogos fossem deslocados devido a um aumento do número de infeções na Grã-Bretanha.

Nos últimos dias, fontes próximas confirmaram que a UEFA estava a considerar mudar os jogos para Budapeste, Hungria, se necessário. "Não há nenhum plano alternativo para a realização destes jogos", garantiu um porta-voz da UEFA na terça-feira.