Llorente e o teste positivo à covid-19: "Quase não dormia à noite..."

Llorente e o teste positivo à covid-19: "Quase não dormia à noite..."

Central internacional espanhol recordou a fase em que foi obrigado a isolar-se da 'Roja' por estar infetado. Entretanto, testou negativo e pôde voltar a treinar

Diego Llorente, defesa da seleção de Espanha que testou positivo à covid-19 e esteve em risco de disputar o próximo Campeonato da Europa, garantiu não perceber como tal aconteceu e que isso lhe retirou, enquanto esteve isolado dos colegas, serenidade e concentração.

"É difícil descrever, eu nem sabia o que pensar. Quase não dormia à noite, ficava a pensar nisso. Não consegui encontrar explicação para ter ficado infetado, não tinha estado perto do Busquets [primeiro a testar positivo]. As primeiras horas foram devastadoras", afirmou o central da Roja, este sábado, perante a Imprensa.

Llorente, que acusou positivo na passada terça-feira, seguindo-se ao caso do médio do Barcelona, testou negativo dois dias depois, tendo a Federação espanhola alertado para "falso positivo". O defesa, que apresentou quatro testes negativos para voltar a treinar, não teve sinais de doença.

"Os primeiros dois dias foram muito complicados, mas o importante foi que não tive sintomas. Tive sorte. Quando se constatou que era falso positivo, fiquei ainda mais ansioso por isso", admitiu o futebolista da equipa do Leeds United.

Como alerta, Llorente advertiu, na conferência de imprensa, que "o vírus ainda por aí, muitas pessoas estão a passar um mau bocado" e que, até a grande parte da população esteja vacinada, a pandemia "é algo muito sério".

O defesa espanhol expressou, por fim, um agradecimento "a todas as pessoas que perguntaram" sobre o seu estado de saúde após diagnosticada a infeção pelo coronavírus. "O acolhimento que me deram foi especial", concluiu Llorente.