Fernando Santos "sem promessas": "Não sou muito de sonhar, sou mais de convicções"

Fernando Santos "sem promessas": "Não sou muito de sonhar, sou mais de convicções"

Selecionador falou ao Canal 11 na chegada da Seleção à unidade hoteleira em Budapeste e garantiu que o facto de Portugal entrar como campeão no Euro'2020 "não cria mais pressão".

Portugal sonha com o título? "Não sou muito de sonhar, sou mais de convicções, temos de ter convicção, se não tivermos então não vale a pena. A equipa está coesa, o grupo está unido, com muita vontade, trabalhámos bem, vamos preparar o jogo nestes dias na Hungria. Isso é o mais importante agora. Estou convencido de que nos vamos apresentar em boas condições. Depois teremos adversários fortes, mas o que conta agora é a Hungria. Têm ambições também."

Apoio dos adeptos à chegada: "Acredito que vão estar mais portugueses do que pensávamos, isto abriu um pouco, há pessoas a quererem vir, por aquilo que sei. Em França já foi assim. Vamos estar aqui com eles e com todos os que estão em Portugal a apoiar."

Título de 2016 cria mais pressão sobre Portugal? "A única diferença é essa, até aí nunca tínhamos vencido um Europeu. Agora somos os detentores do título, mas não aumenta a pressão, a nossa ambição é a mesma, ir jogo a jogo e chegarmos longe."

A suposta promessa de deixar de fumar: "Eu não disse isso. Eu respondi a uma pergunta, se deixava de fumar para vencer. Há muitas coisas que deixava de fazer, até disse o que é que não deixava de fazer. Não faço promessas. O que digo aos portugueses é que tenho uma enorme convicção de dar uma alegria aos portugueses."