"Alertei as pessoas para não dizerem aos jogadores o resultado da Hungria"

"Alertei as pessoas para não dizerem aos jogadores o resultado da Hungria"

Declarações de Fernando Santos, selecionador de Portugal, após o empate 2-2 com a França.

Sai satisfeito com as alterações que fez no onze titular? "Gostei do comportamento coletivo da equipa. Fomos uma equipa forte, consistente, com muito espírito de solidariedade, de entreajuda. Tivemos capacidade de ter bola, de construir, de criar oportunidades. Na segunda parte não entrámos bem, mas rapidamente nos recompusemos e nos reagrupámos. Ficámos bem como equipa, a procurar a baliza do adversário e conseguimos o empate. A partir daí houve alguma gestão da nossa parte e da equipa francesa, o que é perfeitamente normal. Naquele momento ninguém se lembra se são menos ou mais 48 horas [até ao próximo jogo], o importante eras estar nos oitavos de final e continuar a lutar pelo nosso objetivo."

Contas do apuramento: "Acho que desvalorizámos um bocadinho a Hungria, que provou ser uma seleção forte e que podia surpreender. Alertei as pessoas para não dizerem aos jogadores o resultado da Hungria, porque nós tínhamos de construir o nosso resultado. E fomos uma equipa que quis sempre ganhar. Perder era um resultado que não interessava e gostávamos mesmo era de ter ganhado. Fizemos por isso e estivemos muito melhor do que no último jogo."