Ronaldo desmente jornalista francês: "A maior ambição da minha carreira é ser um bom exemplo"

Ronaldo desmente jornalista francês: "A maior ambição da minha carreira é ser um bom exemplo"
Redação

Pascal Ferré, jornalista francês que trabalha na France Football, revista responsável pela entrega da Bola de Ouro, referiu, na semana passada, que Cristiano Ronaldo confidenciou que queria acabar a carreira só quando tivesse mais Bolas de Ouro do que Messi. O português desmente as declarações.

Através das redes sociais, Cristiano Ronaldo desmentiu, esta segunda-feira, que tem a ambição de terminar a carreira de futebolista com mais Bolas de Ouro do que Lionel Messi. Isto porque, na semana passada, Pascal Ferré, jornalista da France Football, a revista responsável pela atribuição do troféu, referiu que o avançado português tinha confidenciado que só queria pendurar as botas quando tivesse mais galardões que o argentino do PSG.

"A maior ambição da minha carreira é conquistar títulos nacionais e internacionais pelos clubes que represento e pela Seleção do meu país. A maior ambição da minha carreira é ser um bom exemplo para todos aqueles que são ou desejam ser futebolistas profissionais. A maior ambição da minha carreira é deixar o meu nome escrito a letras de ouro na história do futebol mundial", explicou o jogador do Manchester United.

Leia a mensagem de Cristiano Ronaldo na íntegra:

"O desfecho de hoje explica o porquê das declarações de Pascal Ferré na última semana, ao afirmar que eu lhe confidenciei que tinha como única ambição terminar a minha carreira com mais Bolas de Ouro do que Lionel Messi.

Pascal Ferré mentiu, usou o meu nome para se promover e para promover a publicação para a qual trabalha. É inadmissível que o responsável pela atribuição de tão prestigiado prémio possa mentir desta forma, num absoluto desrespeito por alguém que sempre respeitou a France Football e a Bola de Ouro. E mentiu novamente hoje ao justificar a minha ausência da Gala com uma alegada quarentena que não tem nenhuma razão de ser.

Desejo sempre os parabéns a quem ganha, dentro do desportivismo e fair-play que norteiam a minha carreira desde o início, e faço-o porque nunca estou contra ninguém. Ganho sempre por mim e pelos clubes que represento, ganho para mim e para aqueles que me querem bem. Não ganho contra ninguém.

A maior ambição da minha carreira é conquistar títulos nacionais e internacionais pelos clubes que represento e pela Seleção do meu país. A maior ambição da minha carreira é ser um bom exemplo para todos aqueles que são ou desejam ser futebolistas profissionais. A maior ambição da minha carreira é deixar o meu nome escrito a letras de ouro na história do futebol mundial.

Termino dizendo que o meu foco está já no próximo jogo do Manchester United e em tudo aquilo que, juntamente com os meus companheiros e os nossos adeptos, ainda podemos conquistar esta época. O resto? O resto é apenas o resto... "

EM ATUALIZAÇÃO