Ministro italiano e o caso Ronaldo: "Confirmo o que disse ontem"

Ministro italiano e o caso Ronaldo: "Confirmo o que disse ontem"
António Barroso

Tópicos

Vincenzo Spadafora, que tutela a pasta do Desporto, diz que não quer voltar a falar do assunto, após ter reforçado as suas palavras do dia anterior

O ministro do Desporto italiano, Vincenzo Spadafora, voltou a falar hoje sobre o caso de Cristiano Ronaldo, que ele próprio despoletou, ao afirmar que não tinha cumprido os protocolos em caso de infeção por covid-19.

"Não tenho intenção de continuar indefinidamente neste assunto: confirmo o que disse ontem sobre o abandono do hotel por alguns jogadores da Juventus, com base, entre outras coisas, nas comunicações com as autoridades de saúde de Turim", começou por dizer, sem se referir diretamente ao internacional português.

E reforçou: "Não vou mais falar sobre o assunto e renovar meus votos de uma recuperação rápida para todos os que acusaram positivo".

Ainda hoje, o jogador da Juventus, que acusou positivo ao serviço da Seleção Nacional, no início da semana, referiu: "Não infringi nenhum protocolo, como andam aí a passar. Andam a dizer que infrigi as leis italianas, é tudo mentira. Eu e a minha equipa falámos e tivemos a responsabilidade de fazer as coisas todas bem", começou por referir o CR7, num direto via Instagram.

E aí lançou uma alfinetada na direção de Vicenzo Sapadafora, ministro do Desporto de Itália, que falou numa possível infração das regras por parte de Ronaldo: "Tudo com autorização. Principalmente para o senhor italiano cujo nome eu não vou dizer, é mentira, cumpri todos os protocolos", acrescentou.