CR7 a 200 graus negativos e em casa

CR7 a 200 graus negativos e em casa

Português do Real Madrid investiu, segundo o "El Mundo", 45 mil euros numa criosauna. O método usado ajuda a recuperar de lesões e foi notícia no verão.

Cristiano Ronaldo parece não deixar nada ao acaso e, a julgar pela notícia do "El Mundo", terá investido cerca de 45 mil euros para ter uma criosauna em casa. O objetivo é ter sessões de recuperação muscular a 200 graus abaixo de zero. "Cristiano Ronaldo converteu-se à crioterapia, tratamento com frio a extremas temperaturas. Em sessões curtas, de dois ou três minutos, fica sujeito a sensações térmicas duríssimas. Dor? Não. A circulação sanguínea aumenta, da euforia à calma ou lazer... Nos desportistas de elite, como o avançado, utiliza-se para recuperar de lesões ou esforços", escreve a publicação.

Ainda segundo o "El Mundo", CR7 ficou fã deste tratamento e no passado mês de agosto decidiu continuar a fazê-lo em casa, deixando de deslocar-se a uma clínica.

A crioterapia foi notícia no verão graças a um vídeo do Mónaco.