"Há ex-jogadores que foram uma merda e falam de Ronaldo..."

"Há ex-jogadores que foram uma merda e falam de Ronaldo..."
Redação

Fábio Coentrão saiu em defesa do antigo companheiro de equipa e seleção, mostrando-se irritado com as críticas ao capitão da Seleção Nacional.

Fábio Coentrão viveu grandes momentos ao lado de Cristiano Ronaldo, no Real Madrid e na seleção portuguesa, e saiu em defesa do craque português. O antigo lateral não entende as críticas dirigidas a CR7.

"É uma vergonha o que tem acontecido. O Ronaldo, que tem feito o que tem feito durante toda a carreira... É muito feio o que se está a passar com ele. Apesar de não estar a render ao nível habitual, é uma vergonha. As pessoas começam a falar dele, que se dá mal com os companheiros de equipa e as coisas são mal-interpretadas. É algo horrível, eu sei como ele é. Convivi com ele muitos anos e não tem de me dizer como as coisas são: eu sei", afirmou ao portal espanhol Relevo.

"É impossível que Ronaldo não se dê bem com Bruno ou qualquer outro jogador. É uma pessoa fantástica", vincou. "Apenas quer jogar futebol. Se há alguém que não precisa mais do futebol para viver é ele. As pessoas têm de lavar a boca antes de falar dele", prosseguiu.

Coentrão fez uma comparação com o recente vencedor da Bola de Ouro. "O Real Madrid tem o Benzema que faz 40 golos, mas sabem bem que se o Cristiano lá estivesse faria 60. Sabes tu, sei eu e sabe qualquer um que saiba um pouco de futebol. O Cristiano faria os golos que quisesse no Real Madrid. Em Manchester as coisas não lhe correram bem porque as pessoas de lá estavam a incomodá-lo. Um jogador precisa de tranquilidade para que as coisas lhe saiam bem", observou.

"Há muitos jogadores que falaram mal dele e não lhe chegam à sola dos sapatos. No Mundial ele vai calar muitas bocas. Ele tem muito para oferecer, sei do que ele é capaz", atirou.

Coentrão afirmou estar longe do futebol e não se mostrou motivado para regressar. Teve esta intervenção, garante, porque não gostou do que vou lendo e ouvindo. "Há ex-jogadores que foram uma merda e falam de Ronaldo como se tivessem sido alguma coisa. Não têm de falar assim", sentenciou.