Carrick justifica Ronaldo no banco de suplentes: "Não há que fazer dramas"

Carrick justifica Ronaldo no banco de suplentes: "Não há que fazer dramas"
Redação

O Manchester United joga no terreno do Chelsea e Cristiano Ronaldo começou o jogo no banco de suplentes.

Michael Carrick, treinador-interino do Manchester United, decidiu deixar Cristiano Ronaldo no banco de suplentes para a partida desta tarde frente ao Chelsea. O técnico inglês explica a decisão como se tratando de uma "questão tática".

"O Cristiano talvez seja o nosso maior nome, mas é apenas uma questão tática. Tive uma boa conversa com ele e decidimos que hoje seria assim. Estou ansioso pelo jogo. É apenas uma decisão na hora de escolher a equipa, para ser honesto. Creio que não há que fazer dramas com isto. Todos estão bem. Os jogadores que saíram do onze estão bem, incluindo o Cristiano, e estão prontos para apoiar quem está dentro de campo e para entrar em jogo, caso seja necessário", afirmou, em declarações à Sky Sports, antes do início do encontro.