Rui Costa recorda início de Ronaldo na Seleção: "Tínhamos vergonha de o imitar"

Rui Costa e Cristiano Ronaldo ao serviço da Seleção Nacional

Presidente do Benfica recordou os tempos em que encontrou Cristiano Ronaldo na Seleção Nacional, desfazendo-se em elogios à habilidade técnica do capitão português

Rui Costa, atual presidente do Benfica e ex-internacional português, concedeu esta sexta-feira uma entrevista ao jornal espanhol As, onde lembrou a vinda de Cristiano Ronaldo para a Seleção Nacional.

"Nunca joguei com Messi, mas tive o privilégio de fazê-lo com Cristiano Ronaldo enquanto ele crescia no mundo do futebol. Na seleção era o mais jovem de todos, mas integrou-se muito bem e a cada dia tinha uma nova técnica para nos ensinar. A verdade é que tínhamos vergonha de experimentá-las nos treinos e o imitávamos em segredo . Depois, à noite, ao jantar, só falava de dribles, e tentávamos incutir nele a importância do jogo em equipa", recordou o presidente encarnado.

Para Rui Costa, o talento de Ronaldo, mesmo na fase inicial da carreira, já fazia adivinhar que um dia viesse a conquistar uma Bola de Ouro. "Quando ele não estava lá, todos nós dizíamos que ele certamente ganharia a Bola de Ouro. Isso era perceptível pela sua forma de treinar, pelo seu talento. Não tivemos dúvidas. Sabíamos que estávamos diante de um atleta com uma extraordinária força de vontade, tinha cabeça e pés para ser o melhor. E felizmente para todos, foi isso que aconteceu", completou.