Presidente da Juventus taxativo sobre Ronaldo: "Se pudesse recuar no tempo..."

Cristiano Ronaldo, astro português da Juventus

 foto AFP

Andrea Agnelli garante não ter "qualquer arrependimento" por ter contratado o astro português em 2018.

Vivem-se tempos conturbados na Juventus: a juntar à irregularidade desportiva verificada na presente época, o clube está agora no "olho do furacão" gerado pela Superliga Europeia e, em entrevista ao diário La Repubblica, Andrea Agnelli, presidente dos "bianconeri", tentou colocar água na fervura em relação a diversos temas da atualidade do emblema de Turim.

Como não poderia deixar de ser, Cristiano Ronaldo foi um deles. O futuro do astro português na Juve tem sido alvo de discussão ao longo das últimas semanas na imprensa italiana: o contrato que liga as partes é válido até 2022, mas o Real Madrid tem sido ventilado como possível interessado - ainda que Florentino Pérez descarte essa hipótese - e há quem defenda que a Juventus não pode continuar a suportar o salário astronómico do CR7, que ronda os 31 milhões de euros limpos por ano.

Ainda assim, Agnelli assegura: não há qualquer arrependimento em relação a Ronaldo. "Nunca me arrependi de ter contratado Cristiano Ronaldo. Se pudesse recuar no tempo, voltaria a fazê-lo", atirou, de forma taxativa, o presidente "bianconero", que adota postura semelhante em relação ao treinador, Andrea Pirlo:

"Quanto a Pirlo, também não há arrependimento", rematou.

Cristiano Ronaldo, recorde-se, cumpre a terceira temporada na Juventus, que, em 2018, pagou mais de 100 milhões de euros para contratá-lo ao Real Madrid.