Afinal, por onde passa o futuro de Ronaldo? Em Itália há um palpite e explicam porquê

Cristiano Ronaldo, astro português da Juventus

 foto AFP

Jornal Tuttosport adianta que o astro português está, nesta fase, mais inclinado para cumprir o último ano de contrato com a Juventus.

A época 2020/21 foi encarada como um fracasso pela Juventus, que, além de ter visto o rival Inter conquistar a Serie A, interrompendo uma hegemonia de nove títulos consecutivos, ficou-se pelos oitavos de final da Liga dos Campeões, onde foi eliminada pelo FC Porto.

Como tal, e após a confirmação da saída de Andrea Pirlo do comando técnico, levantaram-se muitos rumores sobre o futuro de Cristiano Ronaldo, claramente desiludido com o desfecho da temporada da "vecchia signora". Porém, depois de ter sido associado a Real Madrid, Manchester United e PSG, o futuro do astro português deverá mesmo passar por... Turim.

Segundo a edição deste sábado do Tuttosport, são mais (e mais fortes) os motivos que incitam CR7 a cumprir o último ano de contrato com a Juve do que a deixar prematuramente o futebol italiano. A começar pelo fator Champions. Caso a Juventus tivesse falhado o apuramento para a prova milionária, manter Ronaldo no plantel tornar-se-ia uma missão quase impossível para o emblema "bianconero", fruto do elevado salário que a estrela, de 36 anos, aufere: mais de 30 milhões de euros limpos.

Esse é outro ponto que pesa na atual "inclinação" do goleador. Mesmo optando por um clube endinheirado, como o PSG, será difícil que alguma entidade esteja disposta a manter a remuneração anual com que conta no colosso transalpino; aliando o valor ao facto de gozar de um regime de impostos bastante favorável, Itália continua a ser a opção mais atrativa a nível financeiro para Cristiano.

E, depois, o aspeto pessoal e da vida privada: o jornal Tuttosport refer que a família do capitão da Seleção Nacional sente-se bem na zona de Turim, Cristianinho incluído, ele que até joga nas escolas da Juventus. Por tudo isto, parece serguro afirmar que, em 2021/22, teremos Ronaldo novamente de preto e branco, para um "derradeiro" assalto à Champions pela Juve.