Adepto a quem Ronaldo atirou telemóvel ao chão recusa convite: "Nunca mais quero vê-lo"

Adepto a quem Ronaldo atirou telemóvel ao chão recusa convite: "Nunca mais quero vê-lo"
Redação

Mãe de Jacob Harding concedeu uma entrevista ao "The Telegraph".

A reação de Cristiano Ronaldo, após a derrota do Manchester United frente ao Everton, no sábado, atirando um telemóvel de um adepto - Jacob Harding - à porta do túnel para o chão, continua a dar muito que falar.

Em entrevista concedida ao "The Telegraph", a mãe de Jacob, Sarah Kelly, reforçou as críticas ao internacional português e revelou que o filho rejeitou o convite do jogador para assistir a um jogo do Manchester United.

"[Cristiano Ronaldo] Diz a toda a gente que pediu desculpa, e não pediu. Ok, tem de o publicar nas redes sociais, mas... Devia pedir desculpa ao meu filho. Ele teve várias horas para ponderar. Devia ter procurado os nossos contactos... Ser discreto, ter dito que tinha falado connosco", começou por dizer.

"Se alguém fizesse o que ele fez na rua, era detido e interrogado. Ele próprio é pai, e estou certa de que, se fosse uma pessoa normal, que levasse o filho a um jogo de sábado à tarde, e isso acontecesse, ele também ficaria bastante incomodado e chocado. Perguntei-lhe [ao filho]: "Gostavas de ir? Ronaldo disse que podíamos ir ver o Manchester United". Ele disse: "Não, mãe, nunca mais quero vê-lo". Isso é perturbador, porque o Ronaldo era uma das razões pelas quais ele queria ir ao jogo do United", concluiu Sarah.