Histórico: Salima Mukansanga será a primeira mulher a apitar na CAN

Histórico: Salima Mukansanga será a primeira mulher a apitar na CAN
Redação com Lusa

Juíza africana será auxiliada por uma equipa de arbitragem totalmente feminina

Salima Mukansanga, natural do Ruanda, vai tornar-se, na próxima terça-feira, na primeira mulher a arbitrar um jogo da Taça das Nações Africanas (CAN2021), ao ser nomeada para dirigir o Guiné-Zimbabué, anunciou, esta segunda-feira, a organização da prova.

A equipa de campo para o encontro da terceira jornada do Grupo B será totalmente feminina, dado que a camaronesa Carine Atemzabong e a marroquina Fatiha Jermoumi vão desempenhar o papel de árbitras assistentes.

Nesta edição da CAN, que está a decorrer nos Camarões, Mukansanga, de 35 anos, já se tinha tornado na primeira quarta árbitra feminina, na partida da primeira ronda entre a Guiné-Conacri e o Malawi (1-0).