Evolução da pandemia força adiamento do sorteio do Girabola

Evolução da pandemia força adiamento do sorteio do Girabola

Em causa o aumento de casos de covid-19 em Angola.

A Federação Angolana de Futebol (FAF) decidiu adiar, sem data, o sorteio do campeonato angolano de futebol da época 2020/21, agendado para quarta-feira, devido ao aumento de casos de covid-19 no país.

Em nota de imprensa, tornada pública hoje, a FAF refere que a viabilidade do sorteio da maior prova do futebol angolano foi avaliada numa reunião de direção com a presença do coordenador do departamento médico das seleções nacionais.

O órgão que tutela o futebol angolano, que diz acompanhar "com preocupação a subida acentuada" dos casos de covid-19 no país, afirma que "irá colocar sempre o bem vida em primeiro lugar, acatando todas as orientações das autoridades sanitárias".

"De acordo com o decreto presidencial, que liberou a partir de 27 de junho a realização de todas as atividades desportivas, devemos, todavia, ter e ser o máximo cautelosos, na perspetiva de marcarmos passos firmes e seguros, para o bem de todos os fazedores do futebol", justifica.

O sorteio do Girabola 2020/21 estava agendado para esta quarta-feira. O início da prova está previsto para 15 de agosto, embora esteja "sujeito à evolução da covid-19".

A FAF marcou para o período entre 13 e 31 de julho a vistoria dos campos do país.

Os clubes angolanos decidiram, por unanimidade, em 30 de abril, anular o Girabola, interrompido em março devido à pandemia da covid-19, sobretudo para "salvaguardar a saúde e os gastos avultados com os atletas cujos contratos expiravam em maio".

A decisão dos clubes que militam no Girabola foi apresentada durante uma reunião com a Federação Angolana de Futebol, que analisou o interregno da competição após ter sido disputada a 25.ª jornada.

O campeonato angolano de futebol, então liderado pelo Petro de Luanda, com 54 pontos, menos três que o 1.º de Agosto, tetracampeão em título que ocupava a segunda posição, foi suspenso em março na sequência do decreto sobre o estado de emergência.

Para a época 2020/21, 16 equipas estão já confirmadas na prova, entre elas o Interclube, treinado pelo português Ivo Campos.

Entre os diversos procedimentos administrativos para a próxima época desportiva 2020/21 e normas de licenciamentos de clubes, a FAF exige apólice de seguro do campo/estádio de futebol, relatório e contas aprovado por uma auditoria autorizada, entre outras.

Os clubes deverão ainda apresentar um comprovativo financeiro com garantia bancária de no mínimo 100.000.000 de kwanzas (152,8 mil euros) antes do início da época.

Angola, que vive desde 26 de maio em situação de calamidade pública, conta com 353 casos positivos da covid-19, sendo 226 ativos, 108 recuperados e 19 óbitos.

Mais de 50 casos positivos em Angola, sobretudo em Luanda, estão com "vínculo epidemiológico por identificar".