António Conceição: "Vamos trabalhar para atingirmos o primeiro lugar"

António Conceição: "Vamos trabalhar para atingirmos o primeiro lugar"
Redação

Tópicos

António Conceição, selecionador dos Camarões, pretende manter o primeiro lugar com 100 por cento de triunfos, tal como referiu horas antes de defrontar o Cabo Verde, na terceira e última ronda do Grupo A da fase de grupos da CAN. Em caso de sucesso, o seleccionador dos Camarões conquistará a terceira fase de grupos, depois do sucesso na qualificação para a prova mais importante de África e no acesso aos playoffs do Mundial do Qatar.

Ambição para a última jornada da fase de grupos: "Vamos trabalhar para atingirmos o primeiro lugar, se possível com uma vitória. Temos a seguir os oitavos de final e é importante sairmos desta qualificação motivados e confiantes com um triunfo. Sabemos que Cabo Verde joga pelo apuramento. Trata-se de uma equipa muito bem organizada, tem muita gente atrás da linha da bola, explora bem a transição da defesa para o ataque e com boa estratégia nas bolas paradas. É preciso estarmos preparados, mando a mesma ambição", refere o treinador.

Adversidades: "Há sempre coisas para melhorar. Ultrapassámos muito bem as dificuldades que sentimos até agora e, depois do jogo de amanhã, esperamos pelo adversário nos oitavos de final para continuarmos a nossa caminhada dura, mais do que as pessoas pensam: as selecções estão bem preparadas, apresentam-se num bom nível, enquanto o calor e a humidade podem influenciar o rendimento dos jogadores".

Formação em 4-4-2 é para manter frente a Cabo Verde? "Podemos eventualmente mudar de sistema tático, porque este jogo tem outras nuances e o adversário é diferente. Não posso confirmar, porque ainda vamos treinar mais uma vez e, depois, tomaremos uma decisão. Tenho de sentir que a equipa está equilibrada", explicou Conceição.

Motivação dos adeptos: "Desde que começámos a jogar, sentimos carinho e apoio não só no estádio - 80 por cento da lotação disponível, devido à covid-19, mas, também nas ruas. Tem sido um mar de gente. É assim, com uma força-extra, que os jogadores são incentivados e acicatados para ultrapassarmos as dificuldades".

Recorde-se que, nas duas rondas anteriores, os Leões Indomáveis derrotaram o Burkina Faso e a Etiópia, por 2-1 e 4-0, respetivamente.