CAN: encontro entre Camarões e Comores marcado por tragédia fora do estádio

.

 foto .

Na sequência de debandada no Estádio Olembe. Entrada forçada no recinto originou a lastimável ocorrência

Pouco tempo antes do jogo entre Camarões e Comores, relativo à CAN, um número ainda indefinido de adeptos - a Associated Press indica seis - perdeu a vida na sequência de uma debandada ocorrida nas imediações do Estádio Olembe, nos Camarões.

Vários relatos entretanto surgidos na Imprensa local, esta segunda-feira, dão conta de várias pessoas deitados inconscientes no chão do recinto desportivo, após serem atropelados e pisados, e outros a serem alvo de reanimação com respiração boca-a-boca.

"A CAF está ciente do incidente ocorrido. Estamos a investigar a situação e a tentar obter mais detalhes sobre o que aconteceu. Estamos em constante comunicação com o Governo de Camarões e o Comitê Organizador Local. Esta noite, o Presidente da CAF, Dr. Patrice Motsepe, enviou o secretário-geral Veron Mosengo-Omba para visitar os adeptos no hospital de Yaoundé", reagiu a Confederação Africana de Futebol.

Dezenas de pessoas foram transportadas para o hospital, inclusive crianças. Segundo números do hospital Messassi, pelo menos 40 feridos foram assistidos. O motivo para a tragédia terá sido a tentativa de forçar a entrada no recinto, cuja lotação estava limitada, por milhares de adeptos.

Naseri Paul Biya, governador do centro dos Camarões, país que acolhe a CAN2021, afirma que o número de mortos ainda vai aumentar nas próximas horas, consequência de uma multidão ter causado o caos junto ao Estádio Olembe.

Os factos ocorridos no exterior do estádio só foram tornados públicos após o encontro,

EM ATUALIZAÇÃO