Ronaldinho passou a noite detido e dividiu dormitório com presos ilustres

Ronaldinho passou a noite detido e dividiu dormitório com presos ilustres
Redação

Antigo craque brasileiro e o irmão passaram a noite num estabelecimento prisional de Assunção, capital do Paraguai.

Ronaldinho Gaúcho e o irmão, Roberto de Assis Moreira, têm vivido dias difíceis em solo paraguaio, depois de terem sido detidos por adulteração de passaportes e falsificação de documentos.

O ex-jogador e o empresário passaram mesmo a noite de sexta-feira num estabelecimento prisional em Assunção, onde partilharam o dormitório com outras figuras ilustres.

De acordo com o Globoesporte, Ronaldinho dividiu o sector com Ramón González Daher, antigo presidente da Associação Paraguaia de Futebol, acusado de lavagem de dinheiro, e com o deputado Miguel Cuevas, sob alçada da justiça por tráfico de influências.

O Ministério Público paraguaio, recorde-se, pediu que fosse decretada prisão preventiva para o antigo internacional brasileiro e o irmão.