Michael Jordan faltou à receção de George Bush para jogar golfe com traficante

Michael Jordan faltou à receção de George Bush para jogar golfe com traficante
Redação

Episódio datado de 1991 é agora recordado, a propósito da exibição da série documental "The Last Dance".

Os acontecimentos narrados pela série documental "The Last Dance" têm sido tema de discussão ao longo das últimas semanas, prova de que a equipa de ouro dos Chicago Bulls continua bem presente no imaginário dos fãs de basquetebol e do desporto em geral.

E além dos episódios que vão surgindo a cada episódio, há outros, com os mesmos protagonistas, que vão surgindo e são alvo de recordação, como o dia em que Michael Jordan deixou o presidente dos Estados Unidos George Bush "pendurado".

Aconteceu em 1991, após a conquista do primeiro título de campeões da NBA pelos Bulls. O então chefe de Estado norte-americano recebia a equipa de Chicago na Casa Branca e a ausência da grande estrela deu (e muito) que falar.

Numa primeira fase, alegaram que Jordan estava de férias com a família, mas, posteriormente, foi conhecido o verdadeiro motivo: o craque estava a jogar golfe na Carolina do Sul com James "Slim" Bouler, um traficante de droga que seria condenado por branqueamento de capitais. Aliás, Bouler seria detido pouco depois no aeroporto, onde lhe foi confiscado um cheque no valor de 57 mil dólares, assinado por... Michael Jordan.