Guarda-redes viu amarelo e simulou agressão do árbitro

Guarda-redes viu amarelo e simulou agressão do árbitro

Johan Padilla, guarda-redes do El Nacional, do Equador, estava atrasar a marcação de um pontapé de baliza e viu um cartão amarelo aos 88 minutos. Não satisfeito aproximou-se do árbitro e quando este esticou o braço para o afastar, Padilla atirou-se para o chão e queixou-se de uma eventual agressão