Faleceu em campo um dia depois de admitir que corria sério risco

Faleceu em campo um dia depois de admitir que corria sério risco

Papy Faty tinha 28 anos e chegou a jogar no futebol europeu.

Eis uma história triste que nos chega do futebol africano: Papy Faty, jogador de 28 anos do Malanti Chiefs, da Suazilândia, faleceu em campo na sequência de um enfarte durante o encontro com o Green Mamba. Faty, natural do Burundi, tinha um problema cardíaco e não resistiu, apesar da assistência médica em campo.

O incrível, se é que podemos dizer as coisas desta forma, é que numa entrevista ao jogador publicada um dia antes da tragédia este reconhecia que os médicos o tinham avisado para o perigo de morrer caso decidisse voltar a jogar.

Faty chegou a jogar no futebol europeu, ao serviço dos holandeses do MVV e dos turcos do Trabzonspor.