Insólito: guarda-redes não aguentou e foi expulso após urinar atrás da baliza

Insólito: guarda-redes não aguentou e foi expulso após urinar atrás da baliza
Vanda Pinto

Guardião argentino urinou durante o jogo e poderá enfrentar uma suspensão de três a seis meses, de acordo com o diário "El Comercio".

Pode parecer mentira, mas aconteceu mesmo durante o embate entre Macará e Orense, no campeonato do Equador.

Joaquín Pucheta, guarda-redes argentino do Macará, foi expulso no triunfo por 1-0 sobre o Orense, depois de urinar atrás da baliza durante a própria partida.

Pucheta ter-se-á dirigido atrás dos painéis publicitários para fazer referidas necessidades enquanto a bola estava no meio-campo adversário, quando os jogadores e equipa técnica do Orense reclamaram com o árbitro, Roberto Sánchez, que acabou por mostrar o cartão vermelho direto ao guardião da equipa da casa.

O golo da vitória do Maracá foi marcado aos 68 minutos por Segundo Portocarrero, que acabou por ter de calçar as luvas nos minutos finais do jogo, ocupando o lugar de Pucheta.

De acordo com o diário "El Comercio", "o guarda-redes foi expulso por ser considerada uma conduta antidesportiva". Ainda segundo as mesmas informações, Joaquín Pucheta, de 28 anos, poderá enfrentar uma suspensão de três a seis meses, de acordo com o regulamento do campeonato equatoriano.