Homem agredido por sugerir batizar o filho com "Gabriel De Arrascaeta"

Homem agredido por sugerir batizar o filho com "Gabriel De Arrascaeta"
Redação

Tópicos

Confusão deu-se em Juiz de Fora, Minas Gerais (Brasil).

Um homem de 21 anos afirmou ter sido agredido pela companheira, de 20, no domingo, depois de alegadamente ter sugerido o nome "Gabriel de Arrascaeta" ao filho, como suposta homenagem aos craques do Flamengo Gabigol e Giorgian De Arrascaeta.

A confusão, inicialmente veiculada pelo "Plantão JF" e posteriormente confirmada pelo "Globoesporte", deu-se em Juiz de Fora, Minas Gerais (Brasil), e levou ao acionamento de um carro da polícia. A vítima disse que levou com um copo na cabeça depois de sugerir batizar o filho de "Gabriel De Arrascaeta".

De acordo com o relatório da polícia ao qual o "Globoesporte" teve acesso, a vítima deslocou-se a um hospital particular e não apresentou queixa contra a agressora.