PSP explica atraso na entrada de alguns adeptos e 33 detenções antes da final

PSP explica atraso na entrada de alguns adeptos e 33 detenções antes da final

Polícia de Segurança Pública (PSP) deteve 33 pessoas até ao início da final da Taça de Portugal.

A Polícia de Segurança Pública (PSP) deteve 33 pessoas até ao início do encontro entre o Sporting e o FC Porto, da final da Taça de Portugal, que se está a disputar no Estádio Nacional, em Oeiras.

"Temos 33 detidos, 31 deles por posse de artefatos pirotécnico, um por posse de estupefacientes e outro por uma questão de trânsito", disse a subintendente Ana Carvalho, que alertou que este número ainda pode aumentar.

Sobre o atraso da entrada de alguns adeptos, Ana Carvalho disse que se deveu ao facto de os adeptos terem retardado a sua própria entrada. "As portas foram abertas às 14h45. Não houve grande afluência nessa altura, mas sim antes do início da partida. Não dependeu do trabalho da Polícia de Segurança Pública, mas sim de os próprios adeptos terem retardado a própria entrada", assumiu.

A responsável policial diz que o processo de revista se manteve igual a outros anos, lembrando que o Estádio Nacional "tem uma entrada um pouco mais condicionada, daí a portas abrirem com maior antecedência".