Oliveirense bate Sesimbra e segue para a terceira eliminatória da Taça de Portugal

Oliveirense bate Sesimbra e segue para a terceira eliminatória da Taça de Portugal
Redação com Lusa

Tópicos

Apesar de enfrentar um adversário dos escalões não profissionais, o técnico Pedro Miguel não facilitou, fazendo apenas duas alterações à equipa que foi titular no último jogo.

A Oliveirense, da II Liga, cumpriu hoje o favoritismo na segunda eliminatória da Taça de Portugal, com um triunfo folgado por 4-1 no terreno do Sesimbra, equipa da 1.ª Divisão Distrital de Setúbal.

Apesar de enfrentar um adversário dos escalões não profissionais, o técnico Pedro Miguel não facilitou, fazendo apenas duas alterações à equipa que foi titular no último jogo da II Liga, e a Oliveirense começou a resolver desde cedo, com um golo de Oliveira (17), numa grande penalidade resultante da ansiedade inicial dos sesimbrenses.

Em menos de cinco minutos, Jorge Barbosa sentenciou a partida com um golo à ponta de lança, à meia volta, no coração da grande área (19) e com um chapéu bem medido (23") face à saída precipitada do guarda-redes da casa, antes de o lateral Leandro Silva (35), numa incursão ofensiva, estabelecer o resultado de 4-0 ao intervalo.

Com a passagem à 3.ª eliminatória no bolso, a abordagem da Oliveirense junto à baliza adversária foi bastante displicente na segunda parte, o que explica a ausência de golos nesse período, no qual a melhor oportunidade dos visitantes aconteceu num livre direto de Pedro Kadri (51) que o guardião da casa deteve com alguma dificuldade.

O Sesimbra, que disputou frente à Oliveirense a primeira partida oficial da época e continua a desconhecer a data de arranque do seu campeonato, conseguiu o golo de "honra" de bola parada, no único remate enquadrado que fez no encontro, através de um cabeceamento certeiro de Borges (75), a corresponder a um livre lateral batido por Leandro.

Jogo no Estádio Vila Amália, em Sesimbra.

Sesimbra - Oliveirense, 1-4.

Ao intervalo: 0-4.

Marcadores:

0-1, Oliveira, 17 minutos (grande penalidade).

0-2, Jorge Barbosa, 19.

0-3, Jorge Barbosa, 23.

0-4, Leandro Silva, 35.

1-4, Borges, 75.

Equipas:

- Sesimbra: Sérgio Mata, Fred, Mário Costa, Nelson Mota, Sandro Dão (Pedro Gomes, 81), Dani (Formiga, 81), Bala, Joel (Tiago Neto, 72), Leandro (Bernardo Mata, 88), Miguel Correia (Nuno Moreira, 46) e Borges.

(Suplentes: Falica, Tiago Neto, Bernardo Mata, Pedro Gomes, Ricardo, Formiga e Nuno Moreira).

Treinador: Pedro Amora.

- Oliveirense: Coelho, Leandro Silva, Pedro Kadri, Raniel, Ricardo Tavares, Filipe Gonçalves, Oliveira (Kazuya Onohara, 59), Michel Lima (Pedro Ferreira, 63), Miguel Lima (Dionathã, 69), António Gomes (Israel, 69) e Jorge Barbosa (Pedro Bortoluzo, 59).

(Suplentes: Arthur Augusto, Israel, Pedro Machado, Pedro Bortoluzo, Pedro Ferreira, Dionathã, Kazuya Onohara).

Treinador: Pedro Miguel.

Árbitro: Miguel Nogueira (AF Lisboa).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Kadri (21), Tiago Neto (79) e Dinathã (79).

Assistência: Jogo disputado à porta fechada devido à pandemia de covid-19.