"O Secretário de Estado do Desporto tem-se feito de morto, se calhar já é cadáver"

"O Secretário de Estado do Desporto tem-se feito de morto, se calhar já é cadáver"

Em declarações à SportTV, Faustino Mestre, presidente do Fabril, lançou críticas ao Governo e ao Secretário de Estado do Desporto e Juventude por não haver público nos estádios de futebol.

Ausência de público nos estádios: "Há muito que ando a pregar, tal como o senhor Pinto da Costa, que andam a assassinar o futebol. Mando um recado e pergunto ao senhor primeiro-ministro se o Secretário de Estado do Desporto [João Paulo Rebelo] ainda é vivo. Tem-se feito de morto, se calhar já é cadáver. É um homem que se esconde, que desapareceu, não ouve os clubes... estamos a assistir ao assassinato do futebol e da sociedade, porque a sociedade também se alimenta de futebol. As pessoas do futebol até serão, porventura, as mais civilizadas, precisam é de ser orientadas. O senhor primeiro-ministro tem de acordar e deixar de ouvir as pessoas que anda a ouvir. Encostar às cordas as pessoas que andam a dar-lhe cabo da cabeça. É preciso não esquecer que indústria do futebol alimenta muita gente, é das indústrias que dá mais emprego. Estão a matar as pessoas à fome, porque não têm emprego.

Palavra às gerações mais jovens: "É bom que a juventude esteja atenta, que bata o pé, que saiba dizer que não. E hoje parece que a juventude não sabe dizer que não, falta aquele energia da rua que nós tínhamos, o saber dizer que não quando as coisas estavam mal. Insurjam-se todos. Só o futebol continua a ser ignorado"