Presidente do Coimbrões alvo de participação do Conselho de Arbitragem

Presidente do Coimbrões alvo de participação do Conselho de Arbitragem

Presidente António Magalhães arrasou o juiz Marco Pereira (AF Aveiro). Luciano Gonçalves, da APAF, vai fazer queixa do dirigente, Conselho de Arbitragem avança com participação ao Conselho de Disciplina.

O Conselho de Arbitragem decidiu esta terça-feira fazer uma participação do presidente do Coimbrões, António Magalhães, ao Conselho de Disciplina da FPF. Em causa, as declarações do dirigente do clube de Gaia à RTP Açores e a O JOGO, nas quais critica a arbitragem de Marco Pereira (AF Aveiro) no jogo com o Vale Formoso, a contar para a Taça de Portugal.

"Não acredito em coincidências, posso admitir que o árbitro tenha tido uma tarde má, mas soube depois do jogo que existiram, até, apostas sobre cartões vermelhos e face àquela atuação do árbitro apetece-me dizer "onde há fumo, há fogo", disse a O JOGO um dia depois de ter afirmado, à RTP Açores, ter assistido no jogo de domingo "a um roubo perpetrado por três pessoas que deviam ser investigadas."

Antes do CA, já Luciano Gonçalves, presidente da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF) adiantou que irá fazer queixa de António Magalhães ao Conselho de Disciplina (CD). "A APAF irá participar tais afirmações ao CD. Esse senhor terá de dizer o que sabe nos locais próprios. Se sabe alguma coisa e não o diz nos locais próprios, então é porque não está a prestar um bom serviço ao futebol português", comentou, defendendo a integridade do trio de arbitragem chefiado por Marco Pereira. "Não acredito nisso de forma alguma", reiterou."