Lusitano: asma e briga separaram os irmãos Laurentino

Lusitano: asma e briga separaram os irmãos Laurentino
Rafael Toucedo

Tópicos

Nuno, o guarda-redes do Lusitano, defronta na sexta-feira o clube onde, há mais de uma década, brilha o irmão, Hugo, que joga na mesma posição, mas na equipa de andebol dos portistas.

Nuno Laurentino, eborense que esta época se vinculou a um dos clubes da sua terra, o Lusitano, estava a trabalhar - é professor de educação física e gere um ginásio - quando se realizou o sorteio da Taça de Portugal, que ditou que enfrentasse o clube ao qual o irmão Hugo está vinculado: é também guarda-redes, no FC Porto, mas na equipa de andebol. Quando pegou no telemóvel o irmão mais velho já lhe tinha ligado, emocionado, acabando os dois por conversarem sobre o desafio e a melhor forma de Nuno, de 31 anos, lidar com a pressão de defrontar um grande de Portugal, quando a sua realidade é outra (o Lusitano atua nos distritais e os últimos adversários foram, por exemplo, o Cabrela e o Arcoense).

"Disse-me como lidar com a pressão, para manter a calma, ser eu próprio, ser simples e seguir a minha intuição", conta a O JOGO o guardião dos alentejanos, que começou a seguir os passos do pai, ex-guarda-redes, com a companhia do irmão. Mas um problema de saúde, primeiro, e depois um desentendimento com um treinador acabaram por separar definitivamente a dupla Nuno e Hugo Laurentino: "Íamos ver os jogos do meu pai e jogávamos à baliza, mas o meu irmão teve de ir para o andebol porque tinha asma e não podia jogar ao ar livre com o pólen... Eu fui atrás, mas depois chateei-me com o treinador e voltei para o futebol."

Quanto ao jogo em si, Nuno Laurentino tem noção de que provavelmente será dos jogadores mais em jogo amanhã, mas isso não o preocupa, até porque sonhar não custa nada. "Sempre foi nosso desejo apanhar um grande, dá outro ânimo. É o líder da Liga, num jogo que seria em casa mas que infelizmente não pode ser cá... Será um desafio enorme. Quem tem pressão é o FC Porto, nós não. Queremos o melhor resultado, ganhar, ou ir a prolongamento e penáltis. Espero corresponder, mas sei que terei muito trabalho. Queremos mostrar a qualidade dos alentejanos", concluiu.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.