"Disse que tínhamos umas "granadas" para lançar nas alturas certas, mas..."

"Disse que tínhamos umas "granadas" para lançar nas alturas certas, mas..."
Redação com Lusa

Tópicos

Declarações de Filipe Moreira, treinador do Torreense, após a goleada sofrida (5-0) em Braga, para a Taça de Portugal.

O jogo: "É um privilégio vir a esta casa e defrontar uma equipa que pratica um futebol de altíssima qualidade, que tem mostrado que, cada vez mais, é um grande do futebol português pela qualidade que mostra ao longo dos anos e pelo seu projeto, que merece ser cumprimentado por todos os agentes do futebol. As diferenças são naturalmente muitas, disse que tínhamos umas 'granadas' para lançar nas alturas certas, mas que o Arsenal do Minho era muito superior e, com as suas 'metralhadoras', podia causar danos a qualquer momento."

O primeiro golo: "Queríamos retardar ao máximo a confiança do Braga, mas surgiu o primeiro golo e depois o segundo e foi o que a equipa do Braga precisava para ganhar confiança, descansar com bola e pausar o jogo. Não perdíamos há um ano, sofríamos poucos golos, mas há que cumprimentar os meus jogadores. Não foi o jogo que queríamos fazer, mas por mérito do Sporting de Braga, milagres acontecem de vez em quando."

Qualidade: "Fazemos parte do Campeonato de Portugal, onde há treinadores, jogadores e dirigentes de qualidade e quando vimos a estes palcos queremos mostrar mais alguma coisa. Hoje perdemos 5-0, não há como justificar um resultado assim, hoje não foi possível mostrar o que fazemos no nosso campeonato."