ASAE detém nove pessoas por venda irregular de bilhetes para a final da Taça de Portugal

ASAE detém nove pessoas por venda irregular de bilhetes para a final da Taça de Portugal
Redação com Lusa

Tópicos

ASAE refere nove casos de anúncio de "venda de bilhetes acima do seu valor facial, pretendendo obter vantagem patrimonial indevida".

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica, através da Unidade Nacional de Informações e Investigação Criminal, deteve nove pessoas em flagrante pelo crime de especulação e venda irregular de bilhetes para a final da Taça de Portugal.

O comunicado final sobre a operação realizada pela ASAE, divulgado hoje à tarde, faz o balanço das situações detetadas e refere nove casos de anúncio de "venda de bilhetes acima do seu valor facial, pretendendo obter vantagem patrimonial indevida".

"Foram ainda apreendidos 30 bilhetes com valores faciais que oscilam entre 15 e 20 euros, encontrando-se os bilhetes à venda acima do seu valor oficial, chegando a ser pedidos cerca de 100 euros por bilhete, com margens de lucro a atingir os 500% de lucro por bilhete", lê-se no texto.

Este tipo de crime de especulação é "punível com pena de prisão de seis meses a três anos e multa não inferior a 100 dias", recorda a ASAE.

O jogo da final da Taça foi hoje disputado entre FC Porto e Tondela, no Estádio Nacional, em Oeiras, Lisboa, com os dragões a vencerem por 3-1.