A lei do mais forte: Vizela elimina Vitória em Setúbal

A lei do mais forte: Vizela elimina Vitória em Setúbal

Vizela faz imperar a lei do mais forte em Setúbal e segue em frente na Taça

O Vizela não sentiu dificuldades de maior para vencer, por 2-0, o Vitória de Setúbal, da Liga 3, em encontro da terceira eliminatória da Taça de Portugal, disputado no Estádio do Bonfim.

Superiores em todos os momentos de jogo desde o apito inicial, os vizelenses chegaram ao intervalo a vencer por 2-0 graças aos golos de Alex Méndez e Schettine, apontados aos 27 e 37 minutos, respetivamente.

Apesar de terem tido uma contrariedade logo aos 12 minutos, momento em que Cassiano se lesionou e obrigou o treinador Álvaro Pacheco a substitui-lo por Schettine, o Vizela não se ressentiu no ataque, setor em que Alex Méndez, com vários remates no primeiro tempo, foi o mais perigoso.

Jogo no Estádio do Bonfim, em Setúbal.

Vitória de Setúbal - Vizela, 0-2.

Ao intervalo: 0-2.

Marcadores:

0-1, Alex Méndez, 27 minutos.

0-2, Schettine, 37.

- Vitória de Setúbal: João Valido, Mano, François, Bruno Bernardo, Nuno Pinto (Daniel Martins, 82), Murilo (André Pedrosa, 46), Robson (Gonçalo Batista, 75), Bruno Ventura, Varela, Bruno Luz (Mendy, 45) e Kamo Kamo (Rodrigo Pereira, 82).

(Suplentes: Josué Duverger, Bruno Almeida, Daniel Martins, André Pedrosa, Gonçalo Batista, Rodrigo Pereira e Mendy).

Treinador: António Pereira.

- Vizela: Ivo, Igor Julião, Bruno Wilson, Ivanildo, Ofori, Tomás Silva (Zag, 60), Guzzo (Marcos Paulo, 60), Samu, Nuno Moreira (Kiki Afonso, 88), Alex Méndez (Cann, 60) e Cassiano (Schettine, 12).

(Suplentes: Baldé, Zag, Marcos Paulo, Kiki Afonso, Aidara, Schettine e Cann).

Treinador: Álvaro Pacheco.

Árbitro: Hugo Miguel (AF Lisboa).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Bruno Bernardo (53), Mano (56), Cann (64) e François (86).

Assistência: 1.540 espectadores.