Feirense bate Santa Clara em jogo louco e continua a sonhar com os quartos de final

.

 foto LUSA

Feirense recebeu e venceu o Santa Clara por 4-3. Os açorianos estão fora dos quartos de final, os fogaceiros mantêm-se na luta.

O Feirense venceu esta quinta-feira o Santa Clara por 4-3, em jogo da 3ª jornada do Grupo G da Taça da Liga, isolando-se no segundo lugar e afastando os açorianos da luta pelo apuramento.

No Estádio Marcolino de Castro, em Santa Maria da Feira, o Feirense chegou à vantagem com um golo de Jardel (7 minutos), com o Santa Clara a conseguir a reviravolta antes do intervalo, marcando por Ricardinho (19) e Rildo Filho (45), de grande penalidade.

O Feirense chegou ao empate por intermédio de João Oliveira (55) e ainda passou para a frente do marcador com um golo de Jorge Teixeira, aos 58 minutos, mas Boateng voltou a empatar para a equipa açoriana, aos 81 minutos. A vitória do Feirense acabou por sair dos pés de André Rodrigues, aos 89 minutos

Com o triunfo, o Feirense isola-se no segundo lugar do Grupo G, com cinco pontos, enquanto o Santa Clara se mantém no último lugar, com um ponto.

O Feirense adiantou-se cedo no marcador e na sequência de um contra-ataque, após uma iniciativa individual de João Oliveira, que serviu Jardel à entrada da pequena área, com o avançado brasileiro a encostar para o primeiro golo, aos 7 minutos.

O Santa Clara respondeu, também em contra-ataque, num lance que parecia controlado por Igor, mas o guarda-redes do Feirense deixou escapar a bola para Ricardinho, que restabeleceu a igualdade aos 19 minutos.

A equipa de Rui Ferreira esteve perto de voltar para a frente do marcador, mas o poste evitou o golo do Feirense após um cabeceamento de Sidney Lima, aos 30 minutos.

Contudo, seria o Santa Clara a fechar a primeira parte com um golo, quando Rildo Filho converteu uma grande penalidade, que castigou derrube de Washington sobre Matheus Araujo, aos 45 minutos.

Num jogo de parada e resposta, o Feirense acabou por empatar o jogo no início da segunda parte, com João Oliveira a aproveitar um ressalto à entrada da pequena área e a rematar com eficácia, aos 55 minutos.

Pouco depois, Fábio Espinho rematou para uma defesa incompleta de Ricardo Fernandes, com Jorge Teixeira a desviar a bola para o fundo da baliza na recarga, aos 58 minutos, consumando a reviravolta no marcador para o Feirense.

O Santa Clara respondeu ao golo do Feirense e restabeleceu o empate aos 81 minutos, com Boateng a aproveitar um erro do guarda-redes Igor, que deixou escapar a bola das mãos após um cruzamento para a área.

Perto do fim do jogo, o Feirense acabou por chegar à vitória com um golo de André Rodrigues, que surgiu nas costas da defesa do Santa Clara para rematar com eficácia, aos 89 minutos.

O Santa Clara ficou reduzido a dez unidades em período de compensação, após a expulsão de Allano Lima (90+3).

Jogo no Estádio Marcolino Castro, em Santa Maria da Feira

Feirense-Santa Clara: 4-3

Ao intervalo: 1-2

Marcadores:

1-0, Jardel, 07 minutos

1-1, Ricardinho, 19.

1-2, Rildo Filho, 45 (grande penalidade.

2-2, João Oliveira, 55.

3-2, Jorge Teixeira, 58.

3-3, Boateng, 81.

4-3, André Rodrigues, 89.

Equipas:

- Feirense: Igor, João Oliveira, Sidney Lima, João Pinto (Jorge Teixeira, 46), Cláudio Silva, Lucas Santos, Washington, Teles (Tiago Dias, 86), Fábio Espinho (André Rodrigues, 85), Oche (João Paredes, 82) e Jardel.

(Suplentes: Rogério, Arthur, Tony, João Paredes, João Paulo, Tavares, André Rodrigues, Jorge Teixeira e Tiago Dias)

Treinador: Rui Ferreira.

- Santa Clara: Ricardo Fernandes, Diogo Calila, Boateng, Cristian Tassano, Quintilla, Adriano (Rodrigo Valente, 70), Bobsin (Pedro Bicalho, 70), Rildo Filho (João Lima, 76), Matheu Araujo (Andrezinho, 76), Ricardinho (Alllano Lima, 84) e Matheus Babi.

(Suplentes: Gabriel Batista, Allano Lima, Rodrigo Valente, Andrezinho, Pedro Bicalho, João Lima e Pierre Sagna)

Treinador: João Carvalho.

Árbitro: Carlos Macedo (AF Braga).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Rildo Filho (6), Quintilla (60), Bobsin (63), Matheus Babi (85) e André Rodrigues (89). Cartão vermelho para Allano Lima (90+3).

Assistência: cerca de 1000 espectadores.