VAR: "Nunca será perfeito, mas vamos habituar-nos a ele"

VAR: "Nunca será perfeito, mas vamos habituar-nos a ele"
Rodrigo Cortez

Análise resumida, mas certeira, de um dos melhores avançados ingleses de sempre

Famoso ponta de lança dos anos 80 e 90, talvez um dos mais conceituados de sempre em Inglaterra, Gary Lineker, agora comentador de futebol na televisão e nas redes sociais, teve esta segunda-feira uma tirada sucinta sobre o VAR.

"Nunca será perfeito, mas vamos habituar-nos a ele", escreveu Lineker, conhecido adepto do Tottenham, equipa que no sábado beneficiou de uma decisão (corretíssima) do VAR no jogo frente ao Manchester City (1-1).

Lineker disse ainda que, contas feitas, "o VAR vai tornar o jogo mais justo" e isto apesar de um pormenor que, no seu entender, está mal legislado: os lances de mão para a equipa que ataca, que são sempre marcados, independentemente de ter sido uma jogada casual ou não.

"O VAR não tem sido ajudado pelas recentes mudanças da lei relativa à mão, porque tem sido forçado a tomar decisões que, muito francamente, são ridículas", concluiu o antigo jogador de Tottenham e Barcelona, entre outros clubes.