"VAR? Há algumas dores de crescimento e a principal é a incompreensão"

"VAR? Há algumas dores de crescimento e a principal é a incompreensão"
Elisabete Cruz

Presidente da APAF, lamentou a demora na aceitação do VAR.

Luciano Gonçalves, presidente da APAF, lamentou, na Gala dos 40 anos da associação de árbitros que decorreu em Leiria, a demora na aceitação do VAR. "É uma mais-valia, a aceitação é que não está a ser tão rápida quanto nós pretendíamos. Há algumas dores de crescimento e a principal é a incompreensão. Há muita gente que não tem conhecimento do que é o protocolo do VAR e isso, naturalmente, não ajuda", disse o dirigente sobre as críticas ao videoárbitro numa época que considera "difícil, desgastante e com um sabor agridoce" para os árbitros.

"Estamos satisfeitos porque trabalhámos bem, mas algo tristes porque continua a ter-se uma ideia errada da arbitragem", resumiu, lembrando que "não tínhamos ninguém formado" para a função de VAR. "Vamos dar tempo a todo este processo", pediu Luciano Gonçalves.