Portugal corre pelo sexto lugar no ranking da UEFA

Portugal corre pelo sexto lugar no ranking da UEFA

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

António Pires

Países Baixos têm vantagem de 2,684 pontos sobre o nosso país à partida para 2022/23. O sétimo lugar garante apenas um clube na fase de grupos da Champions e um outro nas qualificações. Total de equipas na Europa seria reduzido a cinco. Efeitos só se sentirão na época 2024/25.

Portugal tem em risco, para a época 2024/25, o sexto lugar que tem ocupado no ranking UEFA, sendo que os pontos acumulados nas provas europeias em 2021/22 e nas quatro épocas anteriores são válidos até 2023/24. Razão pela qual em 2022/23 e no ano seguinte o sexto lugar no ranking está já assegurado.

Contudo, de 2018/19 para cá os Países Baixos têm uma vantagem de 2,684 pontos sobre Portugal e ocupam à condição o sexto lugar. Ou seja, se na próxima época Portugal não inverter esta classificação, em 2024/25 o nosso país só terá direito a dois participantes na Champions, um com entrada direta e outro na 3.ª eliminatória, e verá ainda reduzido de seis para cinco o número total de participantes nas competições europeias.

A queda no ranking justifica-se pelo sucedido este ano. Embora Portugal tenha superado os Países Baixos durante as três épocas anteriores, em 2021/22 - mesmo com a sua melhor pontuação dos últimos anos, somando 12,916 pontos - os neerlandeses "golearam" o nosso país ao conquistarem 19,200 pontos.

Face ao atraso pontual, os clubes lusos (FC Porto, Sporting, Benfica, Braga, Gil Vicente e V. Guimarães) precisam de ter desempenhos muito bons, até porque o cálculo para o coeficiente pontual do ranking é desfavorável a Portugal por comparação com os Países Baixos. Isto resulta do facto de os pontos serem divididos pelo número de equipas presentes na Europa e os neerlandeses terem apenas cinco em competição.