PAN questiona Governo sobre alegados casos de fuga ao fisco no futebol

PAN questiona Governo sobre alegados casos de fuga ao fisco no futebol
Redação

O PAN questionou o ministro das Finanças, João Leão

O PAN questionou esta terça-feira o Governo, pretendendo saber junto do ministro das Finanças, João Leão, o que está a ser feito ou será feito perante as eventuais fraudes fiscais ou fugas aos impostos no futebol.

O partido faz referência a casos de fugas a impostos, reveladas no âmbito da investigação Football Leaks, que envolvem, directa ou indirectamente, clubes de futebol, jogadores e agentes portugueses, destacando três casos, dois relacionados com a Gestifute e um com a For Gool, do empresário Teodoro Fonseca.

Em causa, a Gestifute ter emitido faturas sem IVA, em 2017, ao Mónaco, vindo a ser obrigada a emitir novas faturas e a entregar o IVA em falta ao fisco irlandês e ainda a comissão de 3,6 milhões de euros pela contratação de Rui Patrício pelos Wolves, negócio em que também participou, em representação do guarda-redes, uma empresa portuguesa, a Talents Throne. E ainda o envolvimento de offshores na distribuição de comissões da transferência de Hulk, do FC Porto para o Zenit.

"Estes casos são pequenos exemplos de um conjunto de negócios do mundo de futebol que são pouco transparentes e muitas vezes simulados ou com recurso a empresas sediadas em paraísos fiscais, de forma a "camuflar" rendimentos sujeitos a IRS e IRC - prejudicando o erário público para benefício dos clubes, jogadores e agentes", refere a nota distribuída pelo PAN.

"Face à gravidade dos casos apontados e às perdas significativas para o erário público que lhe poderão estar associadas, o grupo parlamentar do PAN entende que é urgente que o Governo preste ao Parlamento todos os esclarecimentos necessários!", pode ainda ler-se no mesmo comunicado.

"Estão estas transferências a ser já investigadas no âmbito das investigações actualmente em curso ou já foram investigadas no passado?", questiona também o PAN, referindo-se às transferências de Hulk, Dyego Sousa para o Marítimo, em 2014, de Soares para o FC Porto em 2017, Paulinho, Jadson Morais e Emmanuel Hackman para o Portimonense entre 2015 e 2017, e ainda de jogador Rui Patrício para o Wolves em 2018.