Operação Malapata: César Boaventura acusado de dez crimes

Operação Malapata: César Boaventura acusado de dez crimes
Redação

Cinco crimes de burla qualificada, três de falsificação de documentos, um de fraude fiscal qualificada e ainda outro de branqueamento de capitais.

A revista Visão informa esta quarta-feira que o empresário César Boaventura foi acusado pelo Ministério Público de dez crimes, no âmbito da Operação Malapata. Em causa estão cinco crimes de burla qualificada, três de falsificação de documentos, um de fraude fiscal qualificada e ainda outro de branqueamento de capitais.

O processo "envolve transferências de jogadores e muitos milhares de euros que circularam por várias contas bancárias, apesar de o empresário ter sido declarado insolvente pelo Tribunal de Famalicão em 30 de outubro de 2014. Entre os acusados, mas apenas pelo crime de branqueamento de capitais, estão empresários ligados à metalurgia e e com ligações próximas a Boaventura", pode ler-se.

A Operação Malapata foi realizada no âmbito de um inquérito titulado pelo Ministério Público (MP) no DIAP do Porto, com a participação da Autoridade Tributária e Aduaneira - Direção de Finanças do Porto. No decurso da operação policial, foi apreendida "documentação diversa" relativa à prática dos factos, além de viaturas automóveis e material informático.