Mundial é importante para a FPF, mas não decisivo

Mundial é importante para a FPF, mas não decisivo
Sérgio Krithinas

Federação espera um lucro até 3 milhões de euros com a presença no Brasil'2014, mas está preparada para viver sem esse dinheiro. Mas Fernando Gomes ainda acredita no primeiro lugar.

Uma eventual ausência no próximo Mundial irá abalar as contas da Federação, mas não será nenhum drama. A garantia foi dada por Fernando Gomes, que aponta para um lucro entre "2,5 e 3 milhões de euros" pela presença da Seleção Nacional na prova a disputar no Brasil.

"Se não nos qualificarmos, isso terá impacto, como é óbvio. Mas não irá afetar a sustentabilidade da Federação", assegurou o presidente, recordando que o exercício atual, de 2012/13, "está equilibrado, dentro do orçamento, mesmo sem grandes competições internacionais".

Apesar de as contas estarem complicadas, pelo menos na luta pelo primeiro lugar do grupo e do consequente acesso direto, Fernando Gomes mantém a fé. "Enquanto desportista digo sempre o mesmo: enquanto houver esperança e for possível, vamos lutar pela primeira posição do grupo", anunciou.