Jogos da Seleção terão adeptos por serem "de menor risco", explica Graça Freitas

Jogos da Seleção terão adeptos por serem "de menor risco", explica Graça Freitas
Redação

Diretora geral da Saúde abordou a abertura de portas nos jogos da Seleção Nacional com Espanha e Suécia.

Foi uma das notícias que marcou o dia de terça-feira: os jogos de Portugal frente a Espanha e Suécia, a 7 e 14 de outubro, respetivamente, vão contar com adeptos nos estádios.

Graça Freitas, diretora-geral da Saúde, pronunciou-se esta quarta-feira sobre o tema, vincando o caráter experimental da decisão e explicando por que razão o "teste-piloto" será levado a cabo em jogos da Seleção Nacional.

"A situação vai evoluindo e nós vamos apenas fazer dois 'pilotos'. É testar um conceito, experimentar uma coisa para ver se resulta em segurança. Vamos fazer esses dois pilotos de forma gradual, com a FPF e jogos da Seleção, que são considerados de menor risco", assinalou Graça Freitas, na conferência de imprensa diária da DGS.

"O primeiro será em Alvalade, com Espanha, e terá uma assistência prevista de cinco por cento de lotação. veremos como será a entrada e a saída dos adeptos, o comportamento... Na semana a seguir será com 10 por cento do público. Vamos ver, como são os circuitos e o comportamento das pessoas novamente. Estamos a testar as condições para ver o comportamento das pessoas sem nenhum estigma associado, para ver o comportamento num estádio. É uma evolução natural. Vamos fazer testes, é uma experiência piloto. E depois veremos. A avaliação aqui será importantíssima. Depois poderá haver um terceiro piloto e poder-se-á entrar em modo de produção", acrescentou Graça Freitas.

O duelo com a Suécia, a contar para a Liga das Nações, também terá Alvalade como palco.

Sobre o jogo entre Santa Clara e Gil Vicente, da terceira ronda da I Liga, que terá 1000 adeptos nas bancadas do Estádio de S. Miguel, a ministra da Saúde, Marta Temido, assegurou que a decisão pertenceu à Direção Regional de Saúde dos Açores: "A questão do jogo do Santa Clara não me foi dirigida, é um jogo que vai realizar-se na região autónoma dos Açores, com uma equipa da região e insere-se na zona de decisão daquela Direção Regional", explicou.