Tarja a pedir libertação de Rui Pinto colocada em frente da sede da PJ

Tarja a pedir libertação de Rui Pinto colocada em frente da sede da PJ

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Pirata informático vai passar a noite na sede da PJ, sendo que deverá ser ouvido por um juiz de instrução criminal na sexta-feira

Uma tarja a pedir a libertação de Rui Pinto foi esta quinta-feira colocada em frente à sede da Polícia Judiciária (PJ), onde o pirata informático vai passar a noite antes de ser ouvido por um juiz de instrução criminal na sexta-feira. A tarja, assinada pelos Super Dragões, claque afeta ao FC Porto, mostra apoio ao gaiense, de 30 anos. "Liberdade! Força Rui Pinto", pode ler-se.

Recorde-se que Rui Pinto está indiciado de seis crimes: dois de acesso ilegítimo, dois de violação de segredo, um de ofensa a pessoa coletiva e outro de extorsão na forma tentada. Rui Pinto terá acedido, em setembro de 2015, ao sistema informático da Doyen, com sede em Malta, que celebra contratos com clubes de futebol e Sociedades Anónimas Desportivas (SAD). O português, natural de Vila Nova de Gaia, é também suspeito de aceder ao email de elementos do conselho de administração e do departamento jurídico do Sporting e, consequentemente, ao sistema informático da SAD leonina.

No período em que esteve detido na Hungria, Rui Pinto assumiu ser um dos colaboradores do Football Leaks, plataforma digital que tem denunciado casos de corrupção e fraude fiscal no universo do futebol, e estava a colaborar com autoridades de outros países, nomeadamente França e Bélgica.