Senegalês que jogava em Portugal morto por vendedor de terços

Senegalês que jogava em Portugal morto por vendedor de terços

Mamadou Lamine Ndoye envolveu-se num confronto em frente à mesquita de Lavènes e sofreu uma facada no pescoço

Promessa do futebol senegalês e a jogar em Portugal, Mamadou Lamine Ndoye foi morto, na quinta-feira, na cidade de Yoff, em Dakar, capital daquele país da África Ocidental, onde se encontrava de férias. Segundo notícia avançada pelo "Le Témoin", o jogador pereceu na sequência de um confronto com um comerciante de artigos religiosos, em frente à mesquita de Layènes, por causa, alegadamente, de um terço comprado.

Com uma facada no pescoço. Lamine Ndoye acabou por morrer no mesmo dia no hospital Philippe Maguilène Senghor, enquanto o comerciante seria detido pelas autoridades. Eleito melhor jogador do Senegal em 2017, Ndoye representou no seu país o RS Yoff e o Dakar Sacré-Coeur e deveria ter regressado a Portugal precisamente na quinta-feira. A imprensa do Senegal informou que era irmão do procurador da cidade senegalesa de Saint-Louis, Ibrahima Ndoye, mas não revelou em que clube português jogava.