"Rui Pinto não é um delinquente, revelou factos de interesse público"

"Rui Pinto não é um delinquente, revelou factos de interesse público"

Edwy Plenel, fundador do jornal francês Mediapart, defendeu o denunciante do Football Leaks

Edwy Plenel, fundador do jornal francês Mediapart, que colaborou na investigação do Football Leaks, defende que Rui Pinto não deveria ser processado e que o direito de informar e ser informado é central para haver debate.

"[Rui Pinto] Não é um delinquente, permitiu revelar factos de interesse público sobre o peso do dinheiro no desporto mais popular do Mundo, sobre a evasão fiscal e foi muito importante para a justiça, nomeadamente em França. Nós defendemo-lo e achamos que o trabalho que fizemos em conjunto, durante meses, é de utilidade pública", disse Edwy Plenel, fundador, diretor e presidente do jornal francês Mediapart, em entrevista à Lusa.

Edwy Plenel estará em Lisboa no dia 15 de maio para participar na conferência "Democracia e Liberdade de Imprensa", promovida pela revista Sábado. Plenel conta com mais de 40 anos de jornalismo, tendo sido diretor do diário Le Monde antes de fundar, há 11 anos, o jornal Mediapart.

Com um modelo económico quase único no Mundo, o jornal é pago integralmente pelos seus 160 mil subscritores, sem publicidade nem outros tipos de apoio. Os recursos angariados através das subscrições pagas tornam ainda possível que algumas investigações sejam divulgadas ao público em geral e o portal na Internet conta com 4 milhões de acessos únicos por mês.