Gil Vicente na I Liga é decisão final e fala-se em compensação para clubes afetados

Gil Vicente na I Liga é decisão final e fala-se em compensação para clubes afetados

Paulo Meneses, presidente do Paços de Ferreira, falou aos jornalistas no final da reunião do G15 com Pedro Proença.

O regresso do Gil Vicente à I Liga já na próxima temporada é uma "decisão final", garante Paulo Meneses. O presidente do Paços de Ferreira falou aos jornalistas após a reunião do G15 com Pedro Proença, esta segunda-feira, e explicou que, em discussão, esteve a necessidade de assegurar a estabilidade dos clubes afeitas pela subida do emblema de Barcelos ao principal escalão do futebol português.

"Era a decisão que esperávamos que saísse daqui. Obviamente que pode haver opiniões que sejam divergentes e isso é de salutar. É um ponto de partida. Colateralmente a esta situação temos outras questões a resolver. É uma decisão final, se calhar a mais esperada, e com responsabilidade essa foi a decisão tomada. É preciso termos sentido de responsabilidade e termos associado que, com esta decisão, existirá pelo menos um clube afetado. Há regulamentos e temos de criar condições para que esse clube seja o menos afetado possível, passando por uma situação de algum conforto financeiro. Penso que vai passar por aí e será algo em que temos que nos focar, assumindo a reintegração do Gil Vicente", explicou Paulo Meneses, que aponta para os regulamentos e para a descida de três clubes da I Liga:

"Seriam três a descer de divisão. Se me perguntar qual o clube não sei, porque não consigo prever a classificação final da I Liga. Será o antepenúltimo a descer, a não ser que haja outro entendimento", acrescentou.