Domingos Paciência fala do FC Porto, do filho e do Eintracht-Benfica

Domingos Paciência fala do FC Porto, do filho e do Eintracht-Benfica

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Antigo jogador do FC Porto esteve presente na inauguração da nova sede da Associação Nacional de Treinadores de Futebol.

Domingos Paciência falou esta segunda-feira à margem da inauguração da nova sede da Associação Nacional de Treinadores de Futebol, em Rio Tinto.

"Gostava que o FC Porto fosse campeão e torço para que seja. Um deslize pode tirar as hipóteses de ser campeão. O Benfica tem jogos complicados, o FC Porto também, mas não é fácil prever onde é que haverá o deslize. É natural que o FC Porto esteja à espera desse deslize, porque não tem vantagem para o Benfica", começou por dizer sobre os dragões.

Já sobre o jogo da segunda mão dos quartos de final da Liga dos Campeões, entre o FC Porto e o Liverpool, o antigo jogador azul e branco, afirmou ser necessária "uma noite muito boa para o FC Porto e uma noite muito má para o Liverpool", para eliminar os "reds", não deixando de considerar "o resultado de 2-0 perfeitamente ultrapassável".

Quanto ao embate da Liga Europa, que opõe o Eintracht Frankfurt, onde atua o filho Gonçalo, ao Benfica, Domingos admitiu torcer pelo emblema alemão.

"Torço pelo meu filho [Gonçalo Paciência] e pelo Eintracht [Frankfurt]. Gostava que passasse. Esperava um Eintracht diferente na Luz, acho que poderia ter feito um jogo diferente. Mas o treinador prepara o jogo e ao fim de 20 minutos vê-se a perder 1-0, penálti e expulsão, numa competição europeia contra uma equipa boa como é o Benfica, tudo muda. Espero que o jogo de Frankfurt tenha uma história diferente e vou torcer para que o meu filho consiga passar às meias-finais", atirou.

"Da mesma forma que o Sérgio [Conceição] disse, e bem, que precisamos [o FC Porto] de uma noite épica, o Eintracht pensa da mesma forma. Um exemplo: 4-2 é igual a 1-0. Se o Eintracht tivesse perdido 1-0, teria de ganhar 2-0 para passar. Podemos pensar assim".

Sobre o filho, Domingos afirmou estar "numa fase melhor, mais confiante, mais adaptado. Levou o seu tempo, mas felizmente está mais contente com o que está a acontecer neste momento na carreira e ficaria melhor se ganhasse ao Benfica".