APAF reage: "A divulgação das equipas de arbitragem não é o caminho"

APAF reage: "A divulgação das equipas de arbitragem não é o caminho"

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Jorge Sousa foi nomeado para o Benfica-Santa Clara de sábado.

A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF) reagiu em comunicado ao incidente em casa do árbitro Jorge Sousa, nesta sexta-feira.

A APAF condena "qualquer tipo de ameaças ou tentativas de pressão junto dos árbitros e respetivas famílias" e garante que esta situação demonstra que "a divulgação pública das equipas de arbitragem não deverá ser o caminho a seguir enquanto a mudança de cultura desportiva no nosso País, não seja uma realidade."

No mesmo comunicado, a APAF diz que o árbitro está "focado e preparado", apesar do "triste episódio" desta manhã.

"Benfica ou morte", pode ler-se na parede da habituação do árbitro. Jorge Sousa, recorde-se, foi nomeado para o Benfica-Santa Clara, da 34ª e última jornada da I Liga.

Leia o comunicado na íntegra:

"A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF) vem condenar a vandalização da casa do Árbitro Jorge Sousa ocorrida esta sexta-feira e qualquer tipo de ameaças ou tentativas de pressão junto dos Árbitros e respetivas famílias.

A Direção da APAF, na pessoa do seu Presidente, já mostrou total solidariedade para com o Árbitro, que apesar do triste episódio se mantém completamente focado e preparado para o jogo de amanhã.

Esta situação, vem demonstrar, mais uma vez, que a divulgação pública das equipas de Arbitragem não deverá ser o caminho a seguir enquanto a mudança de cultura desportiva no nosso País, não seja uma realidade.

Estas situações, infelizmente, são o reflexo do ambiente que se foi criando e alimentando no futebol português. Esperamos que este defeso sirva para todos juntos encontrarmos soluções, incluindo aumentos punitivos, nos regulamentos, para os agentes desportivos que teimam em alimentar estas guerras comunicacionais constantes.

A Direção da APAF"