FC Porto, Braga e Fundação Benfica conquistam Prémio de Responsabilidade Social de dezembro

FC Porto, Braga e Fundação Benfica conquistam Prémio de Responsabilidade Social de dezembro
Redação

"Juntos Venceremos", "Braga Solidário e Cruz Vermelha" e "Fábrica dos Sorrisos", foram as respetivas iniciativas vencedoras

O Prémio de Responsabilidade Social do mês de dezembro atribuido pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional contou com três vencedores: FC Porto, Braga e Fundação Benfica.

Os azuis e brancos apetrecharam a nova ala pediátrica do Hospital São João com elementos decorativos associados ao FC Porto, com jogos, entretenimento e ambiente de estádio.

Tiago Gouveia, Diretor de Marketing dos dragões, referiu que o clube "sempre esteve ao lado do Hospital São João desde o início".

"A nossa responsabilidade é total, no futebol jogado e quando nos ligamos a quem contacta connosco. Essa responsabilidade tem de ser constante, não pode ser esporádica", apontou Tiago Gouveia, que ainda foi mais longe afirmando que esta será "uma ligação eterna e que une as marcas da comunidade em prol das pessoas e para as pessoas sem qualquer sentido de necessidade individual".

Também Mário Costa, Presidente da Mesa da Assembleia Geral da Liga Portugal, referiu que o FC Porto "marcou um belo golo, talvez um dos mais belos da sua história".

Por outro lado, no Estádio Municipal de Braga, António Salvador recebeu esta distinção face à distribuição de alimentos e agasalhos aos sem-abrigo. O presidente participou, inclusivamente, na iniciativa.

"É um despertar de consciências. No Natal, em conjunto com a Cruz Vermelha, fomos para a rua ajudar quem mais precisa. Este é um prémio que nos deixa orgulhosos e que dá mais alento a todos os que trabalham nesta área. Com certeza que iremos continuar a trabalhar nestas causas para combater as desigualdades sociais", realçou António Salvador.

Por sua vez, Raquel Esperança, Presidente do Conselho Fiscal da Fundação do Futebol - Liga Portugal, apontou um "conjunto de iniciativas" do clube minhoto.

"O SC Braga foi uma das Sociedades Desportivas que no mês de dezembro se destacou, nomeadamente junto dos sem-abrigo em conjunto com a Cruz Vermelha. Atribuímos este prémio de forma a fomentar este tipo de iniciativas, contribuindo também para a Responsabilidade Social no futebol", rematou.

Já em Lisboa, nasceu uma "Fábrica de Sorrisos". A Fundação Benfica criou esta iniciativa, apelando à dádiva através do 761 102 102 para que mais famílias, crianças e jovens institucionalizados pudessem ter um Natal feliz.

"Todos os colaboradores do Benfica financiaram alimentos, roupas e brinquedos. Atingimos um número muito interessante, com 500 crianças e 100 pessoas identificadas como sem-abrigo. Foi um trabalho importantíssimo que fizemos sem qualquer sacrifício e este prémio que nos foi atribuído é, de facto, uma honra", salientou Carlos Móia, Presidente Executivo da Fundação Benfica.

Já Alberto Santos, Vogal do Conselho de Administração da Fundação do Futebol, guardou também palavras muito elogiosas para esta iniciativa. "Os clubes que geram muitas emoções dentro do estádio conseguem sair fora do estádio e tocar nos corações das pessoas que mais precisam. E a Fundação Benfica tem feito um trabalho notável nessa matéria", concluiu.