Emídio Guerreiro apela à união dos agentes desportivos

Emídio Guerreiro apela à união dos agentes desportivos

Novo secretário de Estado da Juventude e Desporto quer aglutinar todos os agentes para cumprir o programa do Governo de forma eficaz

Emídio Guerreiro, nomeado recentemente secretário de Estado de Juventude e Desporto, marcou presença, na noite deste sábado, em Espinho, no tributo a António Leitão, antigo atleta do Benfica que faleceu no ano passado. Esta foi a primeira aparição pública do sucessor de Alexandre Mestre desde que assumiu o cargo e, sem querer estender-se, apelou à união dos agentes desportivos.

"Só queria deixar uma palavra de estímulo e de esperança para os agentes desportivos, apelar a um consenso que é necessário para vencer as dificuldades que são reais. Que haja uma grande confiança de que com muitos esforços, de braço dado dos agentes desportivos, conseguimos, de facto, aquilo que é necessário: mobilizar o desporto nacional, dar mais qualidade, mais participantes, o que só é possível com união de vontade dos agentes desportivos, e eu espero ser capaz de aglutinar as pessoas em torno desse objetivo", afirmou. Emídio Guerreiro recusou ainda entrar em polémicas com Mário Figueiredo, presidente da Liga Portugal, que muito tem atacado a tutela governamental do desporto. "Nesta fase, não vou ter esse tipo de preocupações. O programa do Governo conta com todos os parceiros para que seja o mais eficaz possível", referiu.

"Existe um programa de Governo que já tem dois anos e que está a ser cumprido, e é nosso objetivo continuar a cumprir. Tenho a felicidade de ter tido uma equipa que me antecedeu, que cumpriu uma parte significativa desse programa, o que facilita bastante a minha atuação", acrescentou.